fbpx
Agora é a vez da Coleta Seletiva

Agora é a vez da Coleta Seletiva

Após 60 anos expondo a céu aberto, toneladas de resíduos, maior aterro sanitário da América Latina, o Lixão da Estrutural, foi desativado no último dia 20/01/2018

O Aterro do Jóquei, mais conhecido como Lixão da Estrutural, não receberá mais resíduos produzidos pelos brasilienses. Todo material será enviado ao Aterro Sanitário de Brasília, localizado entre as cidades satélites de Ceilândia e Samambaia, e aos centros de triagens de material reciclável.

Para que o novo aterro tenha vida útil por mais tempo – e os antigos catadores do lixão continuem a ter trabalho e renda com a reciclagem – é preciso que os moradores do DF separem o lixo seco do orgânico e façam o descarte no dia correto. O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) explica que todo lixo recolhido pelo caminhão da coleta regular irá para Samambaia onde não há separação. Por isso, não adianta separar o material reciclável do orgânico em casa e colocar para ser recolhido diariamente. O lixo seco deverá ser entregue para os caminhões específicos da coleta seletiva, feita regularmente em 17 das 31 regiões do DF.

A reciclagem reduz de forma importante o impacto sobre o meio ambiente: diminui a retirada de matéria-prima da natureza, gera economia de água e energia e reduz a disposição inadequada do lixo. Além disso, é fonte de renda para os catadores.

Não só aqui no DF, mas em todo o país a prática da reciclagem tem um importante papel à frente da gestão do lixo. É fundamental que mais políticas públicas sejam criadas e difundidas para favorecer o processo de reaproveitamento do lixo descartado, dando origem a um novo produto com o objetivo de diminuir a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.

Alinhada aos conceitos de Responsabilidade Socioambiental, a BB Previdência adota em seu dia a dia, diversas medidas que tornam a nossa participação bastante efetiva nesse processo de conscientização ambiental. O Edifício Banco do Brasil, onde estamos instalados, possui diferenciais, entre os quais destacamos toda a estrutura voltada para a preservação ambiental, com a reutilização da água residual e da chuva; energia e atmosfera monitoradas; coleta interna seletiva de lixo; qualidade ambiental interna, com iluminação natural e alto isolamento acústico.

Destaque para a coleta seletiva que, em aderência ao programa implantado pelo Administrador, o Banco do Brasil, consiste na mobilização dos funcionários e colaboradores de todo conglomerado para o correto descarte dos resíduos que são encaminhados para as cooperativas/associações de catadores,  valorizando a inclusão social.

Utilizamos equipamentos adequados para a correta gestão dos resíduos sólidos recicláveis não perigosos – papel, plástico, metal e vidro.

A preservação do meio ambiente começa com pequenas atitudes diárias que fazem toda a diferença. Uma das mais importantes é a reciclagem do lixo. Você e sua família, também podem fazer a diferença ao separar o lixo gerado em sua casa. As vantagens da separação do lixo doméstico ficam cada vez mais evidentes. Além de aliviar os lixões e aterros sanitários, chegando até eles apenas os rejeitos (restos de resíduos que não podem ser reaproveitáveis), grande parte dos resíduos sólidos gerados em casa podem ser reaproveitados.

Como separar o lixo doméstico?

Não misture recicláveis com orgânicos – sobras de alimentos, cascas de frutas e legumes. Coloque plásticos, vidros, metais e papéis em sacos separados.

Lave as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico. Seque-os antes de depositar nos coletores.

Papéis devem estar secos. Podem ser dobrados, mas não amassados.

Embrulhe vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes. Garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

Curiosidades:

  • A reciclagem de uma única lata de alumínio economiza energia suficiente para manter uma TV ligada durante três horas.
  • Cerca de 100 mil pessoas no Brasil vivem exclusivamente de coletar latas de alumínio e recebem em média três salários mínimos mensais, segundo a Associação Brasileira do Alumínio.
  • Uma tonelada de papel reciclado economiza 10 mil litros de água e evita o corte de 17 árvores adultas.
  • Cada 100 toneladas de plástico reciclado economizam 1 tonelada de petróleo.
  • Um quilo de vidro quebrado faz 1kg de vidro novo e pode ser infinitamente reciclado.
  • O lacre da latinha não vale mais e não deve ser vendido separadamente. As empresas reciclam a lata com ou sem o lacre. Isso porque o anel é pequeno e pode se perder durante o transporte.
  • Para produzir 1 tonelada de papel é preciso 100 mil litros de água e 5 mil KW de energia. Para produzir a mesma quantidade de papel reciclado, são usados apenas 2 mil litros de água e 50% da energia.
  • Cada 100 toneladas de plástico economizam uma tonelada de petróleo.
  • O vidro pode ser infinitamente reciclado.

 

Compartilhe
4+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *