fbpx
BB Previdência ou Brasilprev?

BB Previdência ou Brasilprev?

Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa!

Com nomes tão parecidos e pertencentes à mesma família Banco do Brasil, é normal que haja alguma confusão com os nossos participantes. Para se ter uma ideia, na apuração mensal de atendimentos na Consultoria Previdenciária da BB Previdência, é comum que as ligações de participantes de planos da Brasilprev estejam sempre entre os três maiores motivos de ligações, algumas vezes maior até que as demandas dos nossos planos mais populosos.

Já falamos sobre isso na matéria O BANCO DO BRASIL E A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR, mas vamos falar mais um pouquinho sobre as nossas diferenças.

A Brasilprev administra planos de previdência privada ABERTA, daqueles que são comercializados em agências do Banco do Brasil, que podem ser PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) ou VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Podem ser adquiridos por pessoa física (plano individual), para filhos (plano para o Junior) ou por pequena empresa (plano empresarial). O contato para resolver questões sobre os planos da Brasilprev deve ser direcionado para o telefone 0800 729 7170.

A BB Previdência administra planos de previdência FECHADA, ou seja, para empresas patrocinadoras (ou instituidoras) e seus funcionários (ou associados). Somente esse público restrito pode aderir ao plano, que é um benefício oferecido aos funcionários, assim como um plano de saúde ou o auxílio creche. Os planos fechados patrocinados têm como principais diferenças dos planos abertos (como os da Brasilprev) contarem com a contribuição paritária da empresa patrocinadora, que é assim chamada porque “patrocina” o plano com um valor equivalente ao do empregado. Assim, se o empregado contribui com R$ 100, a patrocinadora vai acompanhar, contribuindo para o plano dele com R$ 100, e assim progressivamente, dentro dos limites estabelecidos previamente no regulamento dos planos. Já os planos instituídos são oferecidos aos associados de classe ou de sindicatos, e podem ser estendidos à família, mas nesse caso, não existe a contribuição por parte do instituidor.

Nossa Consultoria Previdenciária é constantemente treinada e desafiada para que tenhamos um atendimento de excelência. Conheça mais na matéria CONSULTORIA PREVIDENCIÁRIA: UMA EQUIPE EM CONSTANTE EVOLUÇÃO. A equipe é responsável por recepcionar as demandas e dúvidas dos participantes, responder ou direcioná-las para as áreas técnicas, quando necessário. Os participantes podem entrar em contato através do Fale Conosco do Portal, do e-mail bbprevidencia@bbprevidencia.com.br ou por telefone, ligando para 0800 601 4554 ou 3004 4444.

Ficou alguma dúvida? Escreve para nós que tentaremos esclarecer! 😉

Compartilhe
18+

10 Comentários sobre “BB Previdência ou Brasilprev?

  1. Só não entendi até agora o motivo pelo qual os planos da BB Previdência não aboliram a famigerada taxa de carregamento da mesma maneira que foi feito com a Brasilprev. Essa taxa corrompe os ganhos do poupador deixando os rendimentos finais piores do que a poupança.
    Se não fosse a participação paritária da patrocinadora eu nunca investiria nisso, melhor guardar por conta própria.

    2+
    1. Boa tarde, Tiago!
      Muito oportuna a sua mensagem. De fato, estamos fazendo um trabalho de revisão do custeio administrativo (taxas de administração e carregamento) de todos os nossos Planos, que será finalizado até março deste ano. Assim que terminarmos esses estudos, passaremos a negociar junto a cada patrocinadora ou instituidor como procederemos em relação a cada Plano. No que diz respeito ao seu plano específico, inclusive, a situação já está sendo tratada. Por outro lado, não custa fazer aqui duas ressalvas sobre os dois diferentes mercados e estruturas de custos que estão sendo comparados.

      Primeiro, a previdência fechada possui estruturas de governança, controles e também de plano bastante complexas, principalmente em razão da ausência de finalidade lucrativa, diferentemente da aberta. Na previdência aberta, de forma geral, são comercializados PGBL e VGBL padronizados, no qual não há possibilidade de personalização às necessidades de cada empresa/grupo de funcionários, tampouco a possibilidade de coberturas múltiplas, como as coberturas de risco contempladas dentro dos planos de benefícios oferecidas pela BB Previdência.

      Segundo, na previdência fechada cada Plano de Benefícios deve ser autossuficiente, tanto do ponto de vista previdencial (os benefícios que serão pagos) quanto do ponto de vista administrativo (o custo da operação). Dessa forma, planos novos acabam precisando da receita da taxa de carregamento (que incide sobre a contribuição), pois seu patrimônio ainda é pequeno e a taxa de administração (que incide sobre o patrimônio) não é suficiente para bancar as despesas do plano. Na previdência aberta, os novos contratantes são incluídos em um grande fundo de investimento onde estão os diversos PGBLs e VGBLs vendidos pela empresa. Assim, a taxa de administração ali arrecadada já é suficiente não apenas para pagar as despesas operacionais com o seu PGBL, mas também para pagar a fatia do lucro dos acionistas da Seguradora.

      Então deixamos aqui uma reflexão: o que é mais caro, pagar carregamento por um período e ter uma taxa de administração baixa, sabendo que a BB Previdência não tem finalidade lucrativa, ou pagar taxas de administração de até 2%, como as cobradas pelas previdências abertas, incidindo não só no momento da entrada do dinheiro no plano (carregamento), mas por todo o período em que o seu dinheiro estiver aplicado? É só fazer as contas, o poder dos juros no tempo é de espantar!

      Um abraço e obrigada por entrar em contato conosco!

      2+
  2. Boa noite, tenho um investimento na Brasilprev. Com uma duração de 6 meses. E tive uma perda no valor aplicado em quase dez mil reais. E fiquei assustado com isso é pretendo futuramente retirar todo o valor por não ter tido uma explicação plausível.

    1+
    1. Oi Luiz, bom dia! Espero que você e sua família estejam bem e com saúde.

      Como dissemos em outras matérias, essas perdas são temporárias e, apesar de assustarem, a tendência é que esses prejuízos sejam recuperados à medida que a crise for passando.

      Para todos nós que temos plano de previdência, esse cenário quase nos faz questionar o investimento, mas ratifico que é preciso ter calma. A crise gera prejuízos temporários e também oportunidades, por exemplo de comprar ativos por um preço muito inferior ao seu preço “normal”, de empresas sólidas, que vão ser recuperados no médio e longo prazos.

      Se tiver necessidade de esclarecimentos mais específicos sobre algum ponto, sugiro entrar em contato com a Brasilprev, que, como disse na matéria acima, é outra empresa do Banco do Brasil, no número 0800 729 7170.

      Um forte abraço.

      1+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *