fbpx
Casa dos avós

Casa dos avós

Sinônimo de aconchego, a casa dos avós costuma ser uma das melhores lembranças da infância. Lá, os momentos de carinhos são constantes, reina a paciência, e o mais importante disso tudo é que essa convivência fortifica os elos familiares e proporciona na relação entre pais, filhos e avós uma rica troca afetiva.

Boa parte das pessoas guardam memórias das férias que passavam na casa dos avós, da convivência tão cheia de aprendizado, mimos e regalias. Não há dúvidas que essa relação é uma das mais especiais que existe, sobra cumplicidade.  

E nem precisa fazer pesquisa para constatar que a interação entre netos e avós traz benefícios a ambos. De acordo com vários estudos, avós que convivem ativamente com os netos possuem melhor saúde do que os que são mais passivos. Já os avós que auxiliam diretamente os filhos na criação dos netos têm um risco reduzido de sofrer Alzheimer e outros distúrbios cognitivos. Esse contato também proporciona aos anfitriões da família mais saúde psicológica, diminuindo o risco de entrarem em depressão.

Sentimento de utilidade, de poder ter novamente uma criança que dependa de seus cuidados, ainda que indiretamente, faz com que os avós – que já não tão novos assim – se disponham a cuidar mais da saúde com o intuito de acompanhar o crescimento dos netos.

Já as crianças que convivem com os avós, geralmente são mais bondosas, generosas e com menores taxas de ansiedade e depressão futuramente. Sem falar das histórias da família que eles contam como ninguém, as travessuras que os pais faziam quando crianças, de como foi a infância, as brincadeiras que gostavam e por aí vai.  

Não há dúvidas que os avós, depois dos pais da criança, são responsáveis pelo desenvolvimento, educação e bem-estar dos netos. E faz parte dessa missão também saber dizer não! Talvez a missão mais árdua para os avós. Dizer o não quando os netos desejarem ou fizerem algo que vá contra os seus princípios éticos ou prejudique alguém. Não será fácil, mas necessário para que eles aprendam a lidar com as frustrações da vida, e os ensinem também, a dizer não aos convites ruins que tiverem ao longo da vida.

26 de Julho – Dia dos Avós!

Compartilhe
10+

4 Comentários sobre “Casa dos avós

  1. Muito bom o texto sobre os avós. Meus filhos convivem com os avós e percebemos o desenvolvimento infantil mais seguro. E recebem – acertadamente – muitos “não”, fato importante para uma educação mais sincera, já que “quem ama, cuida”. E muitos carinhos e mimos também. Belo texto!

    1+
    1. Olá, Ricardo.

      Fiquei muito feliz com o seu comentário. Muito obrigada!
      Que suas crianças aproveitem cada segundo na presença dos avós e que essa relação seja cada vez mais rica.

      Grande abraço 🤗😘
      Volte sempre 👋

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *