fbpx
Entenda as diferenças entre a Previdência Fechada e Aberta

Entenda as diferenças entre a Previdência Fechada e Aberta

A Previdência Complementar foi pensada para complementar a renda mensal do trabalhador quando chega a hora de parar de trabalhar. A aposentadoria pela Previdência Oficial é limitada a um teto e esse valor muitas vezes é insuficiente para cobrir os gastos mensais das famílias.

Afinal, todo mundo espera ter uma velhice tranquila, mas além dos gastos rotineiros, como moradia, alimentação e os gastos com plano de saúde e medicação, que inevitavelmente irão aumentar, queremos ter tranquilidade financeira para passear e colher os louros de uma vida inteira de esforço. Ou seja, sem planejamento financeiro, a tão esperada fase de descanso da vida pode acabar se tornando um pesadelo. Mas claro, não para você que já é participante de um plano de benefícios administrado pela BB Previdência e entendeu a importância de guardar um pouquinho do seu salário para o futuro. Afinal, todos nós sabemos que o futuro é um compromisso inadiável.

Entendendo a lógica da previdência complementar, também é importante entender as diferenças básicas entre a fechada e a aberta.

A Previdência Complementar Fechada:

É oferecida pelas empresas como um benefício aos funcionários. As contribuições geralmente são proporcionais: para cada R$ 1 que o trabalhador coloca no plano, a empresa também coloca R$ 1. Ou seja, um investimento com cara de “coisa de pai”. Seu dinheiro já é dobrado só por você decidir contribuir. Além do mais, as administradoras de planos de previdência fechada, como conceito de existência, não têm fins lucrativos. O custeio desses planos segue regras rigorosas, regulamentadas pelo órgão fiscalizador (Previc). As taxas cobradas geralmente são mais baixas que na previdência aberta, pois os custos são compartilhados.

Mas e se o trabalhador sair da empresa? Aí entram os chamados “Institutos” da Previdência Complementar. O trabalhador pode optar por continuar com o plano, optando por a) Autopatrocínio: situação em que ele assume as duas partes de contribuição; a dele e a da patrocinadora. Ele também pode optar por b) Benefício Proporcional Diferido (BPD): onde ele escolhe parar de contribuir, mas deixa seu saldo rendendo para sacar a integralidade do valor quando estiver elegível a se aposentar. Além disso ele pode retirar seu dinheiro do plano, optando pelo c) Resgate ou pela d) Portabilidade, respeitando as regras do regulamento de cada Plano.

Uma característica peculiar do plano de previdência complementar: em caso de divórcio, os valores acumulados na previdência complementar não entram na divisão de bens, por ser considerada um benefício para o trabalhador, intransferível.

A Previdência Complementar Aberta:

Pode ser contratada no banco ou seguradora, por qualquer pessoa física ou jurídica, para si ou para terceiros (como filhos, por exemplo). Essas administradoras dos planos abertos têm fins lucrativos, ou seja, dividem os lucros entre os acionistas. Além disso, cobram maiores taxas de administração para gerir suas contribuições.

Uma pesquisa recente constatou que 8 em cada 10 aposentados se arrepende de não ter poupado mais. Converse no RH da sua empresa e descubra se ela já oferece um plano de previdência aos funcionários. Este é um benefício que você não pode perder!

Compartilhe
5+

8 Comentários sobre “Entenda as diferenças entre a Previdência Fechada e Aberta

  1. boa noite eu ja sou contribuidor da bb previdencia e fundador do plano aurora espero guando completar o tempo quero ter um bom rendimento complimentar em minha aposentadoria

    1+
    1. Oi Wilson! Que legal fazer parte do seu planejamento de vida! Conte conosco para tudo o que precisar durante essa jornada. Um abraço e volte sempre ao nosso Blog.

      1+
  2. Tenho o BB previdência a muito tempo em parceria com a aliance one. Allianceprev onde fui desligado em 2010 mas mantive até hoje. Tenho uma dúvida aos 55 anos posso comecar o resgate em parcelas mensais para complemento mas infelizmente estou com problema de saúde e preciso fazer uma cirurgia de risco elevado para retirada de tumor câncer na região inguinal esquerda e abdominal esquerda. Estou no tratamento quimioterápico e após terei a cirurgia. Ela é um custo alto e queria ver se tem algum benefício para resgate sem a tarifa de 15 por cento de IR por ser regime progressiva para o segurado titular que está com cancêr. Praticamente o valor do IR descontado no resgate paga a cirurgia. Fico no aguardo de uma resposta . Abraço

    0
    1. Olá, Gilnei!

      Lamentamos a situação 🙁
      Quanto ao questionamento, por se tratar de uma pergunta específica do seu plano de benefícios, enviaremos a resposta para o seu endereço de e-mail. Aproveitamos para desejar um Feliz Natal e um 2018 com muita saúde. Forte Abraço!

      0
  3. Tenho uma previdência fechada que a empresa oferece, na época em que entrei na empresa optei pela tabela progressiva, e agora quero mudar pq vi em vários sites que podia, mas eles me disseram que não. Já na previdência feita pelo banco a gerente mudou de progressiva para regressiva. É isso mesmo? o da empresa fechada tem outras regras que as prevs do banco?

    0
    1. Bom dia Adriana! Os dois tipos de previdência, tanto a fechada quanto a aberta, seguem a mesma regra. A opção pelo regime de tributação nos planos de benefícios operados por entidade de previdência complementar, por sociedade seguradora ou em FAPI, são irretratáveis, de acordo com a Lei 11.053, parágrafo 6º do artigo 1º.

      Clique aqui para consultar a legislação.

      Um abraço e volte sempre ao nosso blog.

      1+
  4. Boa noite. Gostaria de uma informação por favor : Sou aposentado e associado a um plano de aposentadoria complementar fechado desde 1970 e aposentado após 24 anos de contribuições ; ocorre que a alíquota do IR que me vem sendo cobrada é de 27,5%. isso está correto , o regime tributário não deveria ser semelhante ao da previdência complementar regressiva?

    0
    1. Bom dia Márcio! Pelo o que parece, o seu plano deve estar vinculado à tabela progressiva de tributação. Nesse caso, para valores acima de R$ 4.664,68 incide o percentual de 27,5% de imposto. A opção pelo regime de tributação é feita no momento da inscrição no plano.

      Já leu nossa matéria TABELA PROGRESSIVA OU REGRESSIVA? ENTENDA O REGIME DE TRIBUTAÇÃO DOS PLANOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR?

      Seria bom confirmar com a administradora do seu plano, mas tudo indica que seja isso.

      Um abraço e se precisar, me chame aqui.

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *