fbpx
Janeiro de 2020: Cenário e Mercado Financeiro

Janeiro de 2020: Cenário e Mercado Financeiro

A carteira consolidada de investimentos da BB Previdência apresentou, em janeiro, um retorno positivo, mesmo diante de um cenário internacional desfavorável. Ainda assim, apesar de o resultado dos investimentos de alguns planos não terem atingido seus respectivos índices no primeiro mês de 2020, todos continuam superando suas respectivas metas no resultado acumulado de 12 meses.  

Cenário

O mês de janeiro revelou-se negativo em relação ao mercado financeiro global. Apesar de um ambiente de políticas monetárias mais flexíveis por parte dos principais bancos centrais e à concretização do acordo comercial parcial entre EUA e China, a rápida disseminação do Coronavírus na China, os temores de alastramento para outras regiões e o impacto negativo sobre a atividade chinesa/mundial determinaram a aversão ao risco global. Além disso, as tensões entre EUA e Irã trouxeram volatilidade, o que foi amenizado em seguida, graças a pronunciamentos diplomáticos de ambos os lados. Nos EUA, o crescimento de 2,1% do PIB no 4º tri/19 e a expansão de 2,3% em 2019, atendeu as expectativas. Na Zona do Euro, os dados foram favoráveis, o PIB cresceu 0,1% no quarto trimestre de 2019 ante o terceiro trimestre, alta de 1% na variação anual. Entre os emergentes, na China, os dados também foram favoráveis. O PIB do 4ºtri/19 subiu 6,0% (anualizado), enquanto a produção industrial, as vendas ao varejo e o investimento, em dezembro, vieram melhores que as expectativas.   

No ambiente doméstico, os dados reforçaram a percepção de lenta recuperação econômica. A produção industrial caiu 1,2% em novembro. Além disso, os dados dos setores de varejo e serviços, em novembro, apresentaram certa acomodação em relação aos avanços vistos nos meses anteriores. Após resultados sólidos em setembro e outubro, o resultado do varejo, veio aquém do esperado, apesar do desempenho do trimestre exibir alta importante. A surpresa negativa ocorreu em um contexto de Black Friday e de algum incremento de renda disponível com a liberação dos recursos do FGTS.  

No que concerne à inflação, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou variação de 0,21% no mês, enquanto em dezembro, havia subido 1,15%. Este foi o menor resultado para um mês de janeiro desde o início do plano Real. O acumulado dos últimos doze meses foi a 4,19%, abaixo dos 4,31% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Segundo IBGE, o grupo de habitação apresentou o maior impacto no índice do mês, 0,08p.p., também com a maior variação, 0,55%, entre os nove grupos de produtos e serviços pesquisados. No lado das quedas, a contribuição negativa mais intensa, -0,04p.p., veio da Saúde e cuidados pessoais, com variação de -0,32%.  

Desempenho

Os investimentos dos Planos administrados pela BB Previdência apresentaram rentabilidade positiva, no mês de janeiro, impactados, principalmente, pelo segmento de renda fixa, mais precisamente pelos Títulos Públicos federais, atrelados à inflação, NTN-B. As NTN-Bs de curto prazo, medidas pelo IMA-B 5, apresentaram retorno de 0,56% no mês, enquanto as de longo prazo, medidas pelo IMA-B 5+, retornaram em 0,03% no mesmo período. A Bolsa de Valores teve seu principal índice, o Ibovespa, com desvalorização de -1,63%, acumulando ganho de 16,81% nos últimos 12 meses. Adicionalmente, o CDI apresentou rentabilidade de 0,38% no mês, acumulando 5,79% nos 12 meses.

Compartilhe
6+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *