fbpx
O autopatrocínio é uma boa ideia!

O autopatrocínio é uma boa ideia!

Essa é a alternativa certa para quem está se desligando da patrocinadora e considera importante acumular um pouco mais antes de requerer sua aposentadoria complementar.

Vamos imaginar que após alguns anos trabalhando na empresa, o seu telefone toca com uma proposta irrecusável e, apesar de adorar o seu trabalho, você decide arriscar e embarcar em uma nova oportunidade profissional. Os benefícios apresentados pelo novo empregador são inúmeros: excelente salário, planos de saúde e odontológico, vale alimentação e refeição, auxílio gasolina, enfim, muitos atrativos… Exceto a Previdência Complementar, que diga-se de passagem, é um dos melhores benefícios que um empregador pode oferecer aos seus funcionários.

Nessa situação, você, claro, não quer abrir mão daquele plano de benefícios que fará total diferença quando a aposentadoria chegar. A última coisa que você gostaria que acontecesse seria ter que abrir mão daquela poupança que você vem fazendo há tanto tempo e já está contando com ela para complementar a aposentadoria pelo INSS. O autopatrocínio é uma das opções disponíveis para seu plano de previdência, em caso de desligamento da empresa em que trabalha. Optando por esta modalidade, você garante todos os depósitos já realizados pelo patrocinador no período em que estava trabalhando e todo o valor que você e a empresa contribuíram até o seu desligamento continuará sendo rentabilizado juntamente com os seus depósitos futuros. Escolher o autopatrocínio traz muitos benefícios para o seu futuro, descubra alguns:

Não perde a parte acumulada do Patrocinador. Ao optar pelo autopatrocínio você conta com todas as contribuições que a empresa fez ao seu plano na fase em que ainda era colaborador. Escolhendo esta modalidade, você assume a contrapartida da patrocinadora (além da sua), e passa a contribuir de forma independente com o plano de previdência complementar até preencher os requisitos para solicitar o benefício de aposentadoria.

Investimentos em boas mãos. Nem todo mundo conhece o mercado financeiro, e convenhamos, não é nada fácil! Se você não entende de investimentos financeiros, manter o seu dinheiro acumulado e seguir com o seu plano de previdência complementar é a melhor opção para que o saldo seja trabalhado da melhor forma.  A BB DTVM, líder em gestão de recursos no país, é a gestora dos ativos dos planos administrados pela BB Previdência, responsável por executar as estratégias traçadas em conjunto com a Entidade para aplicação dos recursos, em função da melhor relação entre risco e retorno esperado, associado às necessidades de retorno no longo prazo.

Uma aposentadoria mais tranquila. É um excelente passo para conquistar uma aposentadoria mais tranquila. Será com o auxílio do plano de benefícios que você irá manter o seu padrão de vida quando decidir parar de trabalhar e, quem sabe, realizar sonhos.

Garante conforto a quem você ama. Aplicar na previdência complementar permite ao autopatrocinado maior controle do seu orçamento, já que as contribuições são mensais e garante a segurança para quem você mais ama, pois, a previdência privada simplifica a sucessão de patrimônio, disponibilizando os recursos de imediato aos beneficiários.

Vantagens Tributárias. Permanecendo ativo no plano, você continua aproveitando as vantagens tributárias da previdência complementar, podendo deduzir até 12% da renda bruta anual dos valores investidos na previdência complementar, quando for fazer a declaração completa do IR.

Mas atenção! Em situações iguais ou similares a essa, o participante tem até 60 dias a partir do recebimento do extrato previdenciário para optar pelo autopatrocínio e permanecer no plano. Se o participante não se manifestar dentro do prazo estabelecido, entrará automaticamente na condição de BPD – Benefício Proporcional Diferido, e daí em diante não poderá voltar à condição de autopatrocinado: só terá as opções de resgate ou portabilidade.

Decidir por continuar com a previdência privada é construir a cada dia um futuro mais próspero, com mais tranquilidade e realizações. Você já começou a garantir seu futuro, continue contribuindo, opte e garanta uma aposentadoria mais feliz.

*Consulte sempre o regulamento do seu plano para saber quais regras se aplicam a você.

Compartilhe
12+

10 Comentários sobre “O autopatrocínio é uma boa ideia!

  1. Em caso de perda de vínculo com a empresa empregadora a melhor opção é permanecer vinculado ao plano que será gerido por uma equipe especializada para cuidar da nossa poupança 🙂

    1+
  2. Em caso de desligamento ou demissão antes de cumprir o prazo para que a parcela da patrocinadora passe a ser do patrocinado, na opção de autopatrocínio, os valores pagos pela empresa até o momento do rompimento do contrato de trabalho passam a ser de direito do funcionario?

    0
    1. Olá, Márcio. Tudo bem? é exatamente isso. Ao optar pelo autopatrocínio, você assume a contrapartida da patrocinadora (além da sua), e passa a contribuir de forma independente com o seu plano de benefícios, até preencher os requisitos para solicitar a aposentadoria.

      0
      1. Jaqueline, muito grato. Por exemplo, a empresa definiu em contrato que somente apos 3 anos de vinculo empregaticio eu passaria ter direito a parte da patrocinadora, porem ao romper o vinculo antes de 3 anos e optar pelo autopatronicio, passo a ter direito a parte integral da empresa?

        0
          1. Juliana, foi o que aconteceu. Uma vez completado o prazo de 3 anos via autopatrocionio, tive acesso ao saldo total. Muito grato

            0
  3. Boa tarde, trabalho na empresa a 10 anos, e era descontado na folha uma porcentagem da remuneração, a empresa também depositava uma parte, sendo a parte da empresa 2x o valor que era descontado de meu contracheque, fui desligado da empresa e ao entrar em contato com o plano de previdencia, fui orientado ao resgate, sendo que o valor que foi passado (líquido) é menor do que o que contribui sozinho durante esses anos, ou seja, se eu resgatar, vou perder o valor que foi pago pela patrocinadora? Tenho como portar para não perder esse recurso? A empresa parou de descontar o valor em janeiro de 2018, pois disse que o plano de previdencia tinha se encerrado. O que posso fazer?

    0
    1. Bom dia Sérgio! Sim, no resgate é comum que haja uma perda com relação ao valor total. A melhor opção nesse caso seria a portabilidade, pois sobre a portabilidade não incide imposto e, em regra, você poderia portar o valor total da sua conta de participante, tanto o depositado por você quanto o depositado pela empresa.

      Um abraço, bom dia e boa sorte!

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *