fbpx
O que é INPC, IPCA, IGP-M, SELIC?

O que é INPC, IPCA, IGP-M, SELIC?

No universo da BB Previdência, quando estamos falando especificamente do investimento do seu patrimônio, existem algumas siglas muito comuns usadas nas nossas comunicações e que, para alguns, podem não fazer muito sentido. Hoje vamos tentar explicar algumas delas.

Parâmetros de desempenho

Quando aplicamos o dinheiro dos participantes, usamos alguns índices do mercado financeiro. A depender da modalidade do plano, quando falarmos da taxa de juros esperada para remunerar seu plano, usaremos Meta Atuarial ou Índice de Referência. Explicando melhor: nos planos conhecidos por Benefício Definido será utilizada a Meta Atuarial, e nos planos de Contribuição Definida e Contribuição Variável usaremos o Índice de Referência. Para saber mais sobre as modalidades dos planos, leia PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: CD, CV, BD – O QUE SIGNIFICA ISSO?

As taxas de juros são definidas na Política de Investimentos de cada plano, que tem um horizonte de 5 anos, com revisões anuais e aprovadas pelo Conselho Deliberativo. Essa revisão avalia a coerência dos percentuais propostos com as perspectivas econômicas para o próximo período. Não deixe de conhecer a Política de Investimentos do seu plano. Ela fica disponível no seu acesso restrito de participante ou pode ser solicitada pelo atendimento da empresa contratada.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) está diretamente ligado ao dia a dia do brasileiro. Ele é um dos indicadores de inflação, mensura a correção do poder de compra dos salários, através da análise das variações de preços da cesta de consumo da população assalariada com rendimento mais baixo (até 5 salários mínimos). Esta faixa de renda foi criada com o objetivo de garantir uma cobertura populacional de 50% das famílias que tem como principal provedor (ou provedora) uma pessoa assalariada e pertencente às áreas urbanas de cobertura do SNIPC – Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor. As regiões cobertas pelo SNIPC são as regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, além do Distrito Federal e dos municípios de Goiânia e Campo Grande.

IPCA

O IPCA é o índice oficial de inflação no Brasil e significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Ele é calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O objetivo deste índice é medir a inflação das famílias com renda entre 1 e 40 salários mínimos de algumas regiões metropolitanas.

IGP-M

Quando foi concebido, teve como princípio ser um indicador para balizar as correções de alguns títulos emitidos pelo Tesouro Nacional e Depósitos Bancários com renda pós fixada acima de um ano. Posteriormente passou a ser o índice utilizado para a correção de contratos de aluguel e como indexador de algumas tarifas como energia elétrica. A sigla significa Índice Geral de Preços de Mercado. Diferentemente do IPCA, busca medir a inflação em todos os níveis de renda. Ele é composto por três outros índices, o IPA (Índice de Preços no Atacado), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) com os seguintes pesos:

Item Peso
IPA 60%
IPC 30%
INCC 10%

Fonte: Portal Brasil

Selic – Sistema Especial de Liquidação e Custódia

Essa sigla nada mais é que um sistema computadorizado utilizado pelo governo, sob responsabilidade do Banco Central do Brasil, para que haja controle na emissão, compra e venda de títulos. A taxa Selic é obtida pela média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais.  O Comitê de Política Monetária (Copom), em reuniões periódicas, define a meta da taxa Selic.  Você já deve ter ouvido esta informação nos noticiários na TV, jornais ou internet.

CDI – Certificados de Depósitos Interbancários

Os Certificados de Depósito Interbancário são os títulos de emissão das instituições financeiras, negociado exclusivamente entre eles, que auxilia no fechamento de caixa dos bancos, como instrumento de captação de recursos ou de aplicação de recursos excedentes.  Essas negociações entre os bancos geram a taxa DI, que tanto ouvimos falar como parâmetro de rentabilidade dos ativos financeiros de renda fixa, como por exemplo os fundos de investimentos DI, Multimercados e Renda Fixa. Nos nossos relatórios de desempenho mensal e no Relatório Anual, com certeza em algum momento essas “siglas” aparecerão. Elas vão servir de referência ou serão a causa/motivação dos resultados dos investimentos.

Compartilhe
11+

2 Comentários sobre “O que é INPC, IPCA, IGP-M, SELIC?

    1. Bom dia Josenilda. Esse texto foi produzido para ajudar os participantes a entenderem as taxas que influenciam os resultados de mercado e, consequentemente, dos planos de benefícios que administramos. É um texto de caráter informativo, não defende nenhum ponto de vista.

      Um abraço e tenha uma ótima semana!

      4+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *