fbpx
Planeja comprar na Black Friday? Confira essas dicas e evite prejuízo

Planeja comprar na Black Friday? Confira essas dicas e evite prejuízo

Promoção divulgada pelo WhatsApp pode ser fraude! Fique atento

Apesar do consumidor brasileiro ainda demonstrar ter o pé atrás com a Black Friday, estima-se, que em 2017, as vendas superem o ano anterior em R$ 2,2 bilhões.

A desconfiança é justificada devido ao alto número de estabelecimentos que divulgavam promoções falsas.

Esse receio provocou reações de instituições de defesa do consumidor. No ano passado, por exemplo, uma ação do Ministério Público da Paraíba levou à prisão de quatro gerentes de lojas pela suspeita de fraude. Em São Paulo, desde 2013 o Procon faz levantamento prévio de preços dois meses antes do evento para combater fraudes.

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), que ouviu 1.616 pessoas nas 27 capitais brasileiras, 39% dos consultados planejam fazer compras durante a promoção, enquanto 43% também querem comprar, mas vão analisar os preços antes.

Se você está no grupo que pretende aproveitar a data para economizar, separamos algumas dicas para te ajudar a fazer isso com segurança, confira:

  1. Desconfie de links enviados pelo WhatsApp

Por ser um dos meios mais usados pelos brasileiros para trocas de mensagens, os golpistas se aproveitam para espalhar mensagens com promoções falsas. Não é difícil encontrar amigos que já tenham caído em algum golpe, em alguns casos, até mesmo com marcas famosas, como o Boticário.

  1. Pesquise com antecedência

“Pesquise os valores em diversas lojas, nas semanas anteriores ao evento. Algumas aumentam os preços dias antes do Black Friday, para vender produtos com o preço real como se estivessem em oferta. Por isso é importante acompanhar os valores continuamente”, indica o advogado Dori Boucault, especialista em Direito do Consumidor.

  1. Avalie bem o seu orçamento

Mesmo com preços realmente mais baixos, é preciso se conter. Para aproveitar esse dia sem se atolar em dívidas, os especialistas recomendam uma análise prévia do orçamento doméstico. “Nenhuma promoção cobre os juros do cheque especial. É preciso manter a sua organização e disciplina financeira também nos dias de grandes promoções. Compre apenas o que tem necessidade ou realmente vai usar”, alerta Fátima Bana, especialista em varejo e comportamento do consumidor.

  1. Compre na hora certa

O Black Friday começa à zero hora do dia 24 e termina exatamente às 23h59 do dia seguinte. Com tão pouco tempo, alguns sites podem ficar sobrecarregados, o que dificulta a navegação. “Para tentar fugir dos horários de pico, como o horário do almoço, por exemplo, reserve alguns minutinhos do horário comercial – em que a maioria das pessoas também está off-line”, orienta Boucault.

  1. Pague com segurança

Nunca deixe de pedir a nota fiscal e o certificado de garantia dos produtos que adquirir. Nas lojas virtuais, verifique as informações da empresa, como contato e endereço no site e jamais faça cadastros e compras com seu cartão de crédito em locais de uso de internet pública. E se, depois da compra, o produto não atender às suas expectativas, é bom saber que o artigo 49 do Código do Consumidor garante um prazo de sete dias para a troca (a contar do recebimento do produto ou serviço).

  1. Consulte amigos e familiares

Caso esteja planejando uma compra mais cara ou tenha alguma desconfiança sobre a reputação da loja que está comprando, peça ajuda de amigos, pergunte se alguém já comprou no estabelecimento em questão. Se ninguém ouviu falar pode ser um sinal para redobrar os cuidados.

Fonte: Pense Futuro

Compartilhe
1+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *