fbpx
Rumo ao encerramento do ano! Investimentos em novembro

Rumo ao encerramento do ano! Investimentos em novembro

Mesmo diante de um mercado conturbado para o investidor, a equipe de investimentos da BB Previdência está confiante com a estratégia adotada para o período, em que o desempenho consolidado da Entidade foi positivo em 0,97%, acumulando assim 10,33% no ano. Os destaques do mês foram a carteira de renda variável com 2,84% e a renda fixa, com 0,77%.

CENÁRIO

Em novembro, após o período eleitoral, o Mercado permanece avaliando a capacidade de articulação política do novo governo com o Congresso. Embora o resultado dos ativos tenha reagido positivamente ao desfecho da eleição presidencial, ainda existe uma grande expectativa quanto ao andamento das questões: reforma da previdência; ajuste fiscal; redução do Estado; e privatizações. No ambiente doméstico a inflação se manteve em níveis apropriados, tendo em vista o comportamento do IPCA que fechou o mês em -0,21%, sinalizando fechamento abaixo do centro da meta de 4,5% no ano. Em relação à taxa de juros, a Selic foi mantida pelos membros do Copom em 6,5% em 2018.

 

Nos EUA, o Governo busca reduzir o seu déficit comercial, o que levou o país a aumentar diversas tarifas de importação, principalmente sobre os produtos chineses. Isso levou a uma retaliação por parte do país asiático, que elevou as tarifas dos produtos vindos dos EUA. Nesse ambiente, segundo alguns analistas do mercado, o comércio exterior brasileiro deve mostrar um desempenho mais fraco nos próximos meses.

Fatores que influenciaram a rentabilidade dos investimentos em novembro/18

  • O Índice IBr-X reagiu influenciado pelo cenário político e encerrou o mês em alta expressiva de 2,66%. O dólar comercial (PTAX 800 venda, divulgado pelo Banco Central) encerrou o mês com variação de 3,92%, cotado a R$ 3,8633.
  • Os títulos públicos indexados à inflação (IPCA) e precificados à mercado, principal ativo das carteiras dos Planos, com vencimento até cinco anos (IMA-B 5), alcançaram rentabilidade de 0,14% no mês, enquanto aqueles com vencimentos mais longos, medido pelo IMA-B 5+, tiveram um desempenho ainda melhor, de 1,52% em novembro, impactando significativamente o desempenho global da carteira de Renda Fixa, que fechou o mês em 0,77%. O CDI e a taxa Selic renderam 0,49%.

 

Compartilhe
8+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *