fbpx
Tecnologia na 3ª idade estimula o cérebro e combate a depressão

Tecnologia na 3ª idade estimula o cérebro e combate a depressão

A internet evita o isolamento, aproxima parentes e serve como estímulo cognitivo

Jogar baralho on line, conversar com os amigos pelo Whatsapp, fazer uma chamada de vídeo e pagar contas pelo aplicativo do banco no smartphone: se você acha que tudo isso é coisa de jovem, é hora de rever os seus conceitos! A inclusão digital na terceira idade tem se mostrado muito positiva para a saúde da população com mais de 60 anos e já é quase necessária nos tempos de hoje.

As tecnologias digitais estimulam o sistema nervoso gerando diversos efeitos benéficos, inclusive para a atenção e memória e no combate à depressão. Além disso, os recursos disponíveis na internet permitem que os idosos participem mais ativamente da sociedade e interajam de diversas formas com o mundo. Isso contribui para que eles se mantenham ativos e se adaptem à realidade de hoje, em que boa parte da rotina envolve tecnologia. Essa mesma tecnologia possibilita a realização de qualquer transação pelo site do banco, evitando-se assim enfrentar longas filas. Isso também traz mais segurança àquela parte da população mais frágil, que fica mais exposta a ação de bandidos.

As novas possibilidades de interação com amigos e familiares representam outro grande impacto positivo que os tablets, smartphones e computadores podem trazer para os idosos, porque diminui as tendências ao isolamento, comuns na terceira idade. O problema é que esse isolamento faz com que eles percam as trocas com o mundo e podem levar a doenças, como depressão.

E os idosos brasileiros estão cada vez mais conectados. Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2018, cerca de 26% dos idosos já utilizava a internet. Os aplicativos mais utilizados são os de transações bancárias (11,8%), serviços de transporte individual (8,4%) e de viagens (6,3%). A pesquisa também mostra que entre as principais motivações para o uso da internet estão o relacionamento com familiares (62,9%), amigos (59,8%), a busca por notícias sobre economia, política, esportes e moda (47,8%), e informações sobre produtos e serviços (43,0%). Entre as redes sociais e aplicativos de celular mais utilizados pelas pessoas da terceira idade estão o Facebook (77,3%), o WhatsApp (73,5%) e o Youtube (39,8%).

Mesmo considerando os muitos benefícios, é preciso estar atento aos exageros. As tecnologias não devem substituir o contato presencial com as pessoas e a atividade física, por exemplo. Caso contrário, a tecnologia pode levar a um outro tipo de isolamento, igualmente preocupante. Portanto, vale aquela máxima: “use com moderação”. 😉

Compartilhe
10+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *