fbpx
Viva a festa da alegria!

Viva a festa da alegria!

Para muitos a ansiedade chegou ao fim, oficialmente, já é carnaval no País!

Desde os primeiros finais de semana de janeiro, em vários lugares do país, bloquinhos de rua já avisavam que a festa mais colorida e alegre do mundo estava chegando. E chegou. O carnaval 2018 já é realidade de norte a sul e diversos estados do Brasil – Rio de Janeiro, Bahia, Maranhão, Mato Grosso – já anunciam campanhas com um objetivo comum: despertar os foliões para cuidados ainda mais necessários durante o carnaval, como o uso da camisinha nas relações sexuais e a abstenção de bebidas antes de dirigir.

São milhares de brasileiros que saem às ruas com o intuito de se divertir. Correr atrás do trio elétrico, assistir aos desfiles das escolas de samba e, claro, muita paquera. Nesses casos, para a festa ser realmente boa, é preciso ter a consciência que álcool e direção não combinam. Temos que ter em mente que a mistura de álcool e direção é extremamente perigosa. Segundo a Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), os números nos pronto-atendimentos, decorridos de acidentes graves no trânsito por conta de consumo excessivo de bebidas alcoólicas aumentam muito nesses dias. É preciso agir com responsabilidade e respeitar a vida.

Assédios no carnaval também são bastantes frequentes e, com o objetivo de diminuir esses atos abusivos, o estado do Rio de Janeiro, lançou a campanha “Carnaval é curtição, respeita o meu não”, contra o assédio durante a folia. Com a ação, o governo pretende conscientizar também os homens na luta contra o assédio.

Pensou em Carnaval, pensou em paquera. Os blocos de rua e a aglomeração de jovens favorecem esses momentos. Provavelmente você já escutou ou viveu alguma história de “amor de carnaval”. Mas cuidados devem ser tomados, pois na vida real nem todas as histórias acabam com finais felizes e, nesse caso, o final pode ser bem triste. A dica é simples, conheceu alguém? O clima esquentou? Então não esqueça de usar preservativo!

É nessa pegada que o Ministério da Saúde lançou a campanha Prevenir é Viver o Carnaval #VamosCombinar. Durante os cinco dias de festa, serão distribuídos 106 milhões de preservativos masculinos e 200 mil femininos e possibilitar ao país a chance de reduzir os casos de HIV, aids e outras infecções sexualmente transmissíveis. Além disso, o uso da camisinha evita uma gravidez não planejada.

Carnaval é bom, mas carnaval seguro é melhor ainda! Aproveite a festa e tenha em mente que o seu futuro vai além desses cincos dias!

Compartilhe
5+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *