fbpx
Você: uma boa razão para escolher a previdência complementar

Você: uma boa razão para escolher a previdência complementar

Quando, qual e por quê? Você sabe identificar o que influencia as suas decisões de compra?

Somos bombardeados com propagandas construídas por profissionais especializados em comportamento humano e capazes de acionar alguns gatilhos em nossas mentes que provocam a vontade de comprar alguma coisa que as vezes nem precisamos. Mas os indecisos e os que não sabem bem quais são seus objetivos na vida ficam mais propensos a caírem nessas armadilhas.

Pensando nisso, te convido a pensar hoje no que é mais importante para você. Como você quer envelhecer? Sua velhice com previsibilidade financeira é um bom motivo para você deixar de comprar uma cadeira nova para sala, da qual você não precisa. É claro que esse é só um exemplo, mas quantas cadeiras não compramos todos os meses sem precisar?

Vivemos em uma sociedade de consumo, em que gastar é símbolo de inclusão social. Ser é ter, para conseguir aprovação, pelo sentimento de pertencer a algum nicho social. Nas redes sociais, o importante é fazer bonito para os outros.  Ganha mais curtidas quem é mais bonito, mais feliz ou que viaja mais. Felicidade virou ostentação nas redes sociais. Mas lembre-se que isso tudo é passageiro. As fotos serão esquecidas, amanhã ninguém lembra mais da sua roupa nova e da foto bombástica com 1000 curtidas. Por outro lado, sua velhice é um compromisso inadiável.

A vida não é mais uma corrida de 100 metros. Para quem vive hoje, ela está mais para uma maratona. Mais recursos, medicina mais avançada, melhores condições de trabalho. Se você estiver na média dos brasileiros, vai viver pelo menos uns 85 anos. O problema é que somos um povo excessivamente otimista. E para programar o futuro é necessário considerar os riscos: viver mais ou morrer antes do que imaginamos. Ficar inválido, não poder trabalhar e assim não gerar renda para a família.

Um plano de previdência complementar prevê tudo isso: segurança para a sua família no caso de sua morte ou invalidez permanente, assim como a segurança financeira para você viver mais tempo e preservando sua condição de se sustentar. E para quem já tem um plano, é essencial rever o percentual de contribuição periodicamente, para que essa economia que é feita hoje realmente valha a pena.

Mas a decisão é sua. Escolha cuidar da sua vida e não se arrependa depois.

Compartilhe
8+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *